Pokémon Gay enfurece igreja homofóbica

Pokémon Gay

O Pokémon Go tem vindo a transformar-se num fenómeno cultural sem precedente, ao cativar o interesse de pessoas de todas as faixas etárias que, mesmo não estando muito familiarizadas com a série de anime, acabaram por sucumbir à tentação da inovador dinâmica de jogo do Pokémon Go, que obriga os jogadores a deslocarem-se fisicamente pelas mais diversas regiões geográficas para que possam capturar o maior número possível de Pokémons. O jogo, apesar de divertido e desafiante, já começou a gerar alguma controvérsia entre os seguidores da Igreja Batista de Westboro, uma igreja fundamentalista independente particularmente conhecida pela sua posição extremista contra a homossexualidade.

O conflito teve inicio na sequência de um incidente caricato e inofensivo, mas que acabou por ser o suficiente para despertar um sentimento de revolta por parte dos seguidores da igreja. Ao que parece, no mapa do Pokémon Go, a localização geográfica da Igreja Batista de Westboro representa a morada de um “Ginásio” virtual do jogo. No Pokémon Go, os ginásios são locais fictícios onde o jogador tem a oportunidade de treinar os seus Pokémons de modo a que os mesmos evoluam e se tornem mais poderosos. Neste caso, para aceder a este ginásio, em particular, o jogador deverá deslocar-se fisicamente até à localização da Igreja Batista de Westboro, podendo aí, a partir do seu telemóvel, participar no ginásio, combatendo e assim evoluindo o seu Pokémon.

O problema é que o jogador que conseguiu assumir controlo do ginásio identifica-se como um defensor dos direitos homossexuais, tendo utilizado, propositadamente, um Pokémon com o nickname de “LoveIsLove” para o efeito.

O Pokémon em questão é um  “Clefairy“, que segundo a igreja, constitui um Pokémon gay. Ao tomar conhecimento do sucedido, a igreja apressou-se a declarar através da sua conta de Twitter as suas intenções de criar um Pokemón para combater o invasor “gay”.

A igreja é conhecida pela sua filosofia extremista e intolerante face à comunidade homossexual, tendo estado activamente envolvida em diversas protestações anti-gay desde 1991.

Comunidade homens gay

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Já és #XY? A maior Rede Social para Homens:QUERO SER XY!