Ser ou não ser Gounie?

Surge agora um novo tema de debate em alguns países, que é a Gouinage, em Portugal sem exceção este tema tem vindo a debate em alguns fóruns e blogs, suscitando a curiosidade de várias pessoas em aprofundar o conhecimento sobre esta prática sexual já antiga, mas agora surgindo com um novo nome.

A sexualidade humana é algo incrível e abrangente. Existem inúmeras formas de alcançar o prazer, e cada um escolhe a que for melhor para si. É mais ou menos desse pensamento que surge uma (não tão) nova forma de sexo entre os gays: a Gouinage. A prática nada mais é que o nome dado à relação sexual sem penetração. E é aí que surge a dúvida e a polémica: existe sexo sem penetração?

Nas próximas linhas tentaremos explicar em que consiste esta prática sexual que cada vez ganha mais adeptos.

A palavra advém do francês,”lesbianismo“, porém não se associa somente às lésbicas em geral, mas remete à prática sexual delas, que consiste em sexo sem penetração.

No momento, a falta de informação sobre o assunto ainda é um inconveniente para o entendimento do que é a gouinage. Alguns vão bem longe ao descrever comparando a gouinage ao “sexo tântrico“, mas ao contrário do mesmo, na gouinage não é preciso necessariamente de técnicas para aumentar o prazer, necessitando apenas de criatividade, e quanto mais, maior o prazer. Outros a descrevem erroneamente como “sexo preliminar”, que consiste em promover a excitação do parceiro através de carícias, masturbação e sexo oral, o que daria à gouinage uma idéia de sexo incompleto.

Como na gouinage não existem ativos nem passivos, ambos possuem a mesma vantagem sexual, ou seja, os dois indivíduos detém a mesma capacidade de proporcionar prazer mútuo. Os dois possuem a mesma responsabilidade, que é exclusivamente o objetivo do prazer. Como não há penetração não há também tensão, dor ou desconforto, podendo ser considerado como uma fuga aos estereótipos sexuais. Assim, se utiliza de todo o ato sexual para a exploração dos sentidos, ou seja, o olfato, o paladar e o tato e isso permite levar o prazer a um nível satisfatório.

Então, a definição para a palavra gouinage pode se resumir ao sexo sem penetração, porque na visão dos adeptos à prática , a penetração é algo totalmente dispensável, mas o verdadeiro sentido vai muito além de qualquer definição. Assim como existem ativos, passivos e versáteis, os chamados “gouines” são uma outra alternativa para o sexo, já que a gouinage compreende todos os ingredientes para se alcançar o orgasmo: estudar o corpo do parceiro, excitar, sentir e proporcionar prazer. Pode substituir, em alguns casos, a necessidade da penetração.

Nos poucos lugares do mundo onde o tema já está sendo discutido, há opiniãos divergentes. Alguns chegam a considerar que a prática é uma negação do sexo gay, e afirmam que para ser considerado sexo é indispensável que haja penetração. Do outro lado, estão aqueles que descobriram na gouinage a satisfação plena de seus desejos sexuais.

Existem pessoas que possuem vergonha de assumir que não gostam de penetração, estes são os principais adeptos à gouinage.

Então rapazes, o que vocês acham sobre isso?

Artigo escrito por Ricardo, um membro Pioneiro da Comunidade XY.pt

Comunidade homens gay

Uma Resposta

  1. Avatar Nuno

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Já és #XY? A maior Rede Social para Homens:QUERO SER XY!